[ editar artigo]

Conheça os diversos tipos de veículos alternativos para andar na cidade

Conheça os diversos tipos de veículos alternativos para andar na cidade

Pensar em mobilidade urbana e em veículos alternativos para andar na cidade, é uma forma de pensar também em sustentabilidade e em ganhos de autonomia e velocidade.

Nos grandes centros urbanos, rodar de carro, especialmente em horários de pico tem sido cada vez mais complicado.

Por isso, pensar em veículos alternativos é cada vez mais interessante para grande parte das pessoas.

E, se você também está pensando em buscar uma alternativa ao carro, tenho certeza que vou te dar exemplos que podem te ajudar a escolher a forma mais eficiente para você.

Acho importante como um primeiro passo, considerar qual distância precisa percorrer diariamente, e também considerar como é o trajeto.

Por exemplo, tem muitas subidas ou descidas? Tem ciclovia? Como é o trânsito? Há possibilidade de uso do transporte público? Tem integração entre modais na sua cidade?

São sim muitas perguntas, mas, com essas respostas você consegue ponderar o que é mais interessante para o seu caso.

Não adianta pensar em percorrer muitos quilômetros de bicicleta se não houver a segurança da ciclovia, ou for um caminho cheio de subidas e você não tiver uma super experiência nesse tipo de percurso.

Minha ideia é te apresentar veículos alternativos, e que você encontre aquele que realmente se adapta à sua rotina, desejos e necessidades.

O dia a dia de cada um é diferente, e as condições das cidades também.

É super válido considerar as condições do transporte público na sua cidade, atualmente, com as integrações e corredores de ônibus, tem sido vantajoso usar esse meio de transporte.

Eu moro em Curitiba, e por aqui, vale muito a pena usar ônibus já há algumas décadas.

Então, se na sua cidade tem corredor de ônibus, integração de estações e até mesmo metrô, minha primeira dica é: tente usar!

Veja se atende sua necessidade de trajeto, porque as vezes, mesmo com tudo isso, você precisa se deslocar para pontos onde não é tão simples chegar de transporte público.

Dito isso, vamos agora pensar nos veículos alternativos para você andar na cidade!

Darei algumas dicas e características, para que você analise a aderência. Também darei alguns exemplos de onde comprar e preços, para você saber se encaixa no seu orçamento caso não tenha nenhum desses veículos em casa.

Veículos alternativos para deslocamento urbano:

 

Bicicleta:

As bikes são super versáteis e tem a facilidade de que muitos de nós já têm alguma em casa e principalmente, a maioria das pessoas já sabe andar em uma bike.

Além da possibilidade de ter a sua própria, muitas cidades têm opções para locação de bikes, tanto em pontos fixos como as Bicicletas do Itaú, por exemplo, como aquelas sem local pré-determinado, como as da Yellow.

Se na sua cidade tiver ciclovia, fica ainda mais prático usar a bicicleta como veículo alternativo, porque você fica mais seguro pedalando em um espaço pensado para isso.

É legal pensar no trajeto, para ver se é possível, ou se tem muitas subidas.

 

Bicicleta Elétrica:

Além de todas as facilidades que já citei sobre a bicicleta, a bike elétrica evita o desgaste físico, e pode ser uma opção muito atrativa para quem precisa percorrer trajetos com mais aclives, por exemplo.

A Movida trabalha com locações esporádicas e até mensais, e as baterias são removíveis e super fáceis de carregar em qualquer lugar.

 

Skate:

Bom, para se locomover com essas quatro rodinhas, é preciso um pouco de treino. Mas, se você sabe andar em um skate, ele é uma alternativa perfeita para deslocamentos urbanos, especialmente os curtos.

É preciso atenção ao percurso, para você entender se é realmente possível e seguro. Pense nos aclives e declives e também na quantidade de carros nas ruas em que precisa passar. Uma alternativa é usar as ciclovias da cidade!

 

Skate Elétrico:

Vai na mesma linha do skate, mas, te leva por distâncias maiores por ter bateria! Eu sugiro um Long da Impulse, que tem motor de 3.000W e bom torque, chegando a 50 km/hora e pesando só 7,4 quilos.

É uma super alternativa para distâncias de até 25 quilômetros, que corresponde a sua autonomia.


Patins:

Também é uma alternativa que requer habilidade e espaços seguros para a locomoção, mas é uma ótima alternativa para pequenas distâncias. Recomendo modelos bem urbanos e, claro, equipamentos de proteção adequados.


Patinete Elétrico:

O patinete deixou de ser um brinquedo para se tornar um meio de transporte real, muito usado nas cidades brasileiras há algum tempo.

Apesar de parecer super fácil, não é só subir e sair andando, é necessário seguir algumas recomendações, por exemplo, é preciso remar um pouquinho na saída, mesmo o patinete sendo elétrico.

Além disso, é necessário cumprir as leis de trânsito e respeitar os pedestres.

Você pode comprar um para você ou então alugar um por um tempinho, como o da Yellow, só que para isso, na maioria dos locais, ainda é necessário encontrar uma estação para retira e devolver.

Além de todas essas alternativas, tenho notado também que os carros elétricos estão chegando para ficar, e conquistar cada vez mais espaço.

Já dá até para alugar por aplicativo, como as bikes e patinetes pelo app da Urbano.

 

Futuro dos veículos

Com tudo isso, fica cada dia mais claro que tem muita gente no mundo pensando em melhorias para a mobilidade urbana.

Temos mais acesso as ciclovias e novos produtos são desenvolvidos e melhorados para permitir que a gente circule de maneiras alternativas.

Até os carros tem ficado mais tecnológicos e poluído menos, e eu estou certo de que essa é uma tendência mundial e ainda veremos muitas novidades chegando, para contribuir e aumentar nosso leque de opções.

E você, pensa em quais veículos alternativos para rodar pela sua cidade? Essas opções se adaptam à sua rotina? Conta aqui a sua opinião.

MOB1.CLUB
Eduardo Herenyi
Eduardo Herenyi Seguir

Empreendedor, pai da Bárbara e sempre de olho nas tendência na área da mobilidade... Carros, carros e mais carros...

Ler matéria completa
Indicados para você