[ editar artigo]

Mobilidade a Pé: Cidades Caminháveis, Cidades Acessíveis

Mobilidade a Pé: Cidades Caminháveis, Cidades Acessíveis

Todas as vezes que preciso explicar o que é o Caminha Rio (e o que faz), noto na expressão dos interlocutores uma mistura de surpresa, admiração e identificação.

Objetivamente o Caminha Rio é um movimento não formalizado que, inspirado em outros movimentos de São Paulo, surgiu com a missão de chamar atenção da sociedade civil e do poder público para a necessidade de construir um Rio de Janeiro mais caminhável e mais acessível. Isso também é uma necessidade em sua cidade?

Nós acreditamos que neste momento a maioria das metrópoles brasileiras enfrentam problemas semelhantes com relação à mobilidade ativa. Embora seja natural para nós o simples ato de andar, pensando além do movimento físico de colocar um pé diante do outro e seguir em frente, existem diversas questões que hoje fazem parte do nosso caminhar.

Evidentemente, a maior parte de nós caminha nas cidades. Todos os dias uma grande porcentagem da população se desloca pelas vias públicas. O que muitos não sabem é que boa parte dessas rotas, mesmo para os que usam o transporte público, é realizada a pé. De casa para o trabalho, para o comércio, para nossas atividades de lazer, estamos sempre passando pelas calçadas e atravessando as ruas.


Dados divulgados pela ANTP em 2016 já revelaram que aproximadamente 40% das viagens diárias são realizadas a pé. A questão é que, gostando ou não, todos caminhamos. Ainda que nossos trajetos sejam curtos, essas breves idas e vindas pelas calçadas são o principal meio de transporte de muita gente.

E quem prioriza a mobilidade a pé? Quem mora perto do trabalho, quem leva os filhos para a escola a pé - ou a criançada que já tem autonomia para ir sozinha -, aqueles que não tem um trabalho formal mas se deslocam pela cidade para fazer outras atividades informais, o desempregado que não pode gastar dinheiro em transporte e precisa recomeçar sua vida, aposentados ou idosos que vão para as suas atividades sociais nos espaços públicos, quem precisa de atividade física de baixo impacto e, inclusive, aqueles que precisam caminhar em suas atividades profissionais.

Como você leitor já deve estar aí visualizando os seus caminhos, nossos trajetos nem sempre são fáceis. Há buracos e vários tipos de irregularidades nas áreas pavimentadas, lixo, carros que estacionam em locais proibidos, ausência de faixas de pedestre onde a travessia se faz necessária, bolsões de água em dias chuvosos entre outros problemas. 
Se “caminhar” nessas condições é difícil mesmo para alguém saudável fisicamente, imagine para aqueles que têm mobilidade reduzida ou alguma deficiência física. Imagine para os idosos e para quem usa cadeira de rodas ou empurra um carrinho de bebê. Quem vivencia esses problemas cotidianamente sabe como é trabalhoso o ir e vir sem condições apropriadas de caminhabilidade e acessibilidade.

A caminhada pode ser um grande estímulo para uma vida mais saudável e menos estressante. No entanto, apesar dos benefícios que traz para a saúde e para o bolso, muitos desistem de andar por causa dos obstáculos. Pessoas com deficiência deixam de sair de suas casas porque simplesmente não é possível que se desloquem sem ajuda em vias não acessíveis. Provavelmente você conhece alguém que passa por esses problemas, certo?

Desde 2016, através de um trabalho de formiguinha, realizamos algumas ações com várias organizações parceiras para fomentar mais mobilidade a pé com qualidade. De que forma? Sobretudo com campanhas e com a tentativa de dialogar com o poder público. Cobramos duas coisas fundamentais: melhorias para os pedestres e fiscalização para que os direitos de mobilidade valham.

É importante esclarecer que hoje no Brasil existem diversos movimentos similares. Com trabalhos e metodologias diferentes creio que temos um objetivo em comum bastante claro: tornar as cidades mais humanas e mais inclusivas. Convidamos vocês a fazer parte desta jornada com a gente. Vamos dar esses passos juntos?

MOB1.CLUB
Thatiana Murillo
Thatiana Murillo Seguir

Fundadora do movimento Caminha Rio

Ler matéria completa
Indicados para você