[ editar artigo]

Mobilidade Urbana: Tudo o que você precisa saber!

Mobilidade Urbana: Tudo o que você precisa saber!

A questão da mobilidade urbana é importantíssima, e deve ser tratada com a devida seriedade. 

Ela contribui para que a vida das pessoas seja mais ágil, sobretudo dentro das grandes cidades – onde a locomoção pode se tornar um problema.

O crescimento populacional derivado da expectativa de vida cada vez maior contribui para que a mobilidade se torne uma questão de alerta nas cidades.

Afinal, como comportar tanta gente, tantos carros, e ainda assim garantir que todos consigam se locomover para as suas atividades sociais e econômicas?

Essa talvez seja a questão mais difícil de ser resolvida, é uma das coisas que certamente deixa os governantes de cabelo em pé. 

Não é possível maquiar ou esconder os problemas relacionados à mobilidade urbana. Eles simplesmente estão lá, e podem ser facilmente percebidos por qualquer pessoa.

 

Entenda Qual É O Conceito E Como Se Dá A Mobilidade Urbana No Brasil!

O conceito de mobilidade urbana justamente envolve a questão de se movimentar na cidade para realização de atividades – tanto aquelas que envolvem transações econômicas, quanto atividades de cunho social.

Pesquisas apontam que menos de 30% da população brasileira tem o privilégio de gastar um tempo igual ou inferior a 30 minutos para chegar ao trabalho. O restante leva ao menos 80 minutos para fazer o trajeto.

Todo esse tempo significa mais do que uma longa viagem. Um gasto de energia, compromete o rendimento, compromete a vida social e a convivência familiar, causa estresse, cansaço e etc.

Uma série de questões que poderia ser resolvida se houvesse uma estratégia eficaz no que diz respeito à mobilidade urbana.

Excesso De Veículos Compromete As Grandes Cidades!

A grande questão é que o desenvolvimento urbano acabou afastando as pessoas dos centros das cidades. Com isso, o uso de carro particular passou a ser cada vez mais comum.

O aumento da quantidade de veículos particulares também causa um impacto direto na mobilidade urbana. 

Pense bem: se para cada cidadão houver um carro na rua, entraremos em um estado de calamidade.

No entanto, existem diversos motivos pelos quais as pessoas escolhem usar seus carros ao invés de apostar, por exemplo, em um transporte público. Veja alguns:

 

  • Transporte público de má qualidade;

  • Transporte público que faz trajetos muito longos;

  • Maior conforto no carro para enfrentamento de congestionamento;

  • Maior agilidade para chegar ao destino, entre outros.

 

É inegável que todas essas questões impactam diretamente a mobilidade urbana, e contribuem para um estado mais complicado. 

No fim, as pessoas ficam presas em congestionamentos irritantes, e passam mais tempo no trânsito do que em qualquer outro local.

Entretanto, vem surgindo uma série de veículos alternativos para contribuir com a mobilidade sustentável, que veremos a seguir!

 

Mobilidade Sustentável – O Que É?

A ideia de mobilidade urbana sustentável surge como uma solução interessante para resolver dois problemas que são bem acentuados atualmente. 

Estamos falando das questões ambientais e a locomoção nos grandes centros urbanos.

As pautas relacionadas à sustentabilidade estão cada vez mais em voga.

Elas são debatidas por diversos países, e se tornaram assunto primordial nas conferências internacionais.

Afinal de contas, estamos em alerta! Os efeitos da vida moderna estão cada vez mais evidentes, e comprometem a saúde do planeta. 

Consequentemente, temos os nossos recursos naturais postos em risco, e alguns sem os quais nem poderemos sobreviver.

Sendo assim, pensar em estratégias de mobilidade urbana sustentável é algo mais do que bem-vindo. 

E o primeiro passo importante é justamente esse que você está dando: entender mais sobre o assunto.

Como Funciona A Mobilidade Urbana Sustentável?

A ideia de mobilidade urbana sustentável só pode ser compreendida quando você compreende exatamente o que é a mobilidade urbana. 

Nesse caso estamos falando de ações e estratégias que são implantadas de modo a permitir que as pessoas se movimentem na cidade.

A mobilidade também inclui a possibilidade de trajeto de cargas e objetos que são essenciais, como alimentos, roupas, e outras coisas que precisam circular entre uma e outra cidade, ou dentro delas.

 

E a sustentabilidade?

A sustentabilidade entra na conversa quando pensamos em estratégias que ao mesmo tempo visam resolver a questão da mobilidade e se preocupam em causar um menor impacto ambiental.

Isso pode ser feito, quando as cidades adotam transportes mais sustentáveis.

Por exemplo, que sejam movidos através da eletricidade, gases menos poluentes, ou mesmo trilhos – como os metrôs.

 

Conheça 2 Desafios Que A Mobilidade Urbana Enfrenta Quando Pretende ser Sustentável!

Obviamente, existem diversos desafios que são enfrentados diariamente a fim de tornar as cidades um ambiente mais agradável. 

No entanto, muitas vezes esses desafios impedem que seja possível adotar um sistema de mobilidade sustentável.

 

Calçadas ruins:

As calçadas ruins acabam comprometendo bastante os trajetos que poderiam ser feitos a pé ou até mesmo de bicicleta. 

Muitas pessoas preferem pegar o carro para não ter de enfrentar essa dificuldade.

A melhoria dessas estruturas pode ser o primeiro passo importante para que todas as pessoas comecem a repensar o uso do carro.

 

Problemas no transporte público:

Esse talvez seja o problema mais terrível! 

A mobilidade Urbana Sustentável entende que quando mais pessoas usarem o transporte público, menor será a quantidade de carros particulares nas ruas carregando apenas 1 pessoa.

Consequentemente a poluição diminui bastante! Estamos falando de uma simples atitude – deixar o carro em casa – que pode trazer excelentes resultados.

Mas com a atual situação do transporte público do Brasil – sobretudo nas cidades mais cheias – isso parece uma alternativa cada vez mais distante.

Afinal, se você tem carro, porque vai se submeter a andar em um ônibus lotado, um trem esmagado, horas a fio em pé etc.?

 

Investimentos Em Ciclofaixas Pode Ser Uma Solução!

O último ponto que gostaríamos de destacar nesse assunto a respeito da mobilidade urbana sustentável é que é preciso investir em ciclofaixas. 

O uso de bicicletas para percorrer pequenos ou médios trajetos tem se tornado muito comum no Brasil.

As pessoas fizeram essa escolha, inicialmente, como uma forma de diminuir o sedentarismo. 

Mas, como consequência acabaram também diminuindo o uso de transportes movidos por combustíveis, e com isso contribuem com o meio ambiente.

É fato que hoje em dia encontramos muito mais vias adequadas para o uso de bicicletas espalhadas pela cidade. Mas isso ainda é muito pouco! 

Na verdade, é uma quantidade irrisória perto do que é preciso ser feito.

Para que o uso desse transporte se torne ainda mais popular, é essencial que as políticas públicas sejam pensadas incluindo o uso da bicicleta.

Mais vagões em trens e metrôs que tragam sinalização de uso de bicicleta, mais faixas, sistemas de locação de bikes em ambientes públicos, etc. 

Tudo isso pode ajudar a estimular essa prática.

 

A Quem Importa A Mobilidade Urbana Sustentável?

A mobilidade urbana sustentável é uma das coisas mais importantes para se pensar em conjunto atualmente. 

O que podemos fazer para diminuir os impactos ambientais provenientes dos luxos humanos?

Em paralelo, é preciso cobrar das autoridades um posicionamento mais coerente, e que nos traga bons resultados em locomobilidade. 

É preciso cobrar a oferta de transporte de qualidade, acesso mais fácil às regiões comerciais e etc.

Isso contribuirá para que, ao final, tenhamos um resultado mais eficiente no que diz respeito a melhoria das políticas públicas e condições de mobilidade urbana.

A mobilidade urbana sustentável é tema de debates em todo o mundo. 

Existe uma tendência cada vez mais forte de que as pessoas se preocupem e prestem atenção nisso, tornando essa uma pauta prioritária para todos os países.

 

A Mobilidade Urbana É Defendida Por Lei!

Desde 2012 existe uma lei que visa justamente monitorar se os municípios estão realizando estratégias e planos que atuem na manutenção da mobilidade urbana. 

A lei da mobilidade urbana no Brasil foi sancionada visando melhorias para cidades com mais de 20 mil habitantes.

Relação Entre Mobilidade Urbana E Qualidade De Vida!

É impossível desassociar mobilidade urbana e qualidade de vida. Esse são dois assuntos que caminham lado a lado, e que precisam ser pensados em conjunto.

Afinal de contas, como uma pessoa pode viver bem se ela passa grande parte de sua vida em locais como ônibus e trânsito? 

Além disso, é inegável que existe uma associação direta com relação a questão do estresse, saúde e as dificuldades de mobilidade.

 

A Questão Da Acessibilidade Dentro Da Mobilidade Urbana!

Outro ponto de extrema importância quando falamos sobre mobilidade urbana é a acessibilidade.

Os espaços também precisam ser pensados levando em consideração pessoas que tenham qualquer tipo de dificuldade de locomoção.

Pessoas idosas, deficientes, obesos...todas essas pessoas precisam ter suas condições incluídas nas pautas de debates, e a cidade precisa funcionar também para esse público.

Para isso, os transportes e espaços públicos devem contar com acentos identificados e adaptados.

Os acentos devem ser estrategicamente posicionados próximos às portas, facilitando assim a locomobilidade.

Tudo isso, no fim das contas, contribui com a mobilidade urbana, e torna a cidade um espaço para todos.

É uma forma de tornar esse ambiente agradável e eficiente para qualquer pessoa.


 

Qual A Importância Da Mobilidade Urbana?

Uma cidade, independentemente de seu tamanho, enfrenta uma série de desafios para garantir bem-estar e qualidade de vida aos seus moradores. 

E a importância da mobilidade urbana pode ser medida justamente nessa situação.

Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não se trata apenas das condições de tráfego, mas de todas as soluções que são propostas pelos órgãos responsáveis para tornar a mobilidade mais eficaz.

Isso porque ela contribuirá com a fluidez das atividades, permitindo que as pessoas se desloquem com maior facilidade entre o espaço.

Mas, o grande desafio é justamente lidar com o crescimento populacional e também com o crescimento no que diz respeito à expansão das cidades.

Com isso, as pessoas precisam percorrer trajetos cada vez mais longos para chegar, por exemplo, ao trabalho, ou a região central. 

Consequentemente, é importante pensar em estratégias para tornar esse percurso possível.

Além do transporte público, que é uma das soluções que ajuda nesse trajeto, existe ainda a questão das vias e estradas, que precisam ter uma determinada qualidade para que seja possível percorrer os espaços.

 

Como ela impacta seu dia a dia?

A mobilidade urbana diz total respeito ao quanto temos facilidade em nos locomover pela cidade. 

Isso funciona tanto para carros e transporte público até mesmo as vias para pedestres. Ou seja: tudo aquilo que é utilizado para o deslocamento.

Ela é responsável por garantir a estrutura mínima para que qualquer pessoa consiga locomover-se.

A mobilidade urbana não contempla apenas pessoas. Também são consideradas as cargas que são fundamentais para a vida. 

Logo, itens como alimentos, roupas, veículos de carga em geral...tudo isso entra na esfera de mobilidade urbana.

 

Quais são os impactos?

Imagine você como seria a vida sem que houvesse vias de acesso, rodovias e passarelas. Ou ainda, se não existisse transporte público, metrô, trens.

Viveríamos isolados, não conheceríamos metade de nossa cidade, e não teríamos acesso a coisas importantes, como emprego e lazer, que muitas vezes está distante e demanda algum deslocamento.

Se podemos desfrutar de todas essas experiências é justamente porque a mobilidade urbana existe e acontece com louvor. 

Claro que existem diversos problemas, e pontos que demandam melhorias.

Mas, de modo geral, a mobilidade urbana consegue auxiliar para que pessoas, veículos e objetos sejam transportados de um lado para o outro.

 

Quem Cuida Das Questões De Mobilidade?

A mobilidade urbana é um assunto de cunho político, e impacta diretamente a vida de todas as pessoas. Ela deve ser cuidada e planejada pelos órgãos responsáveis, como prefeitura e governo.

No país existem duas normas que regem toda a questão e mobilidade: O Código De Trânsito Brasileiro e o Plano De Mobilidade Urbana. 

Os dois juntos somam uma mesma estratégia de manter a ordem e o funcionamento.

Melhor Mobilidade, Maior Qualidade!

Podemos dizer que é basicamente assim que funciona: melhor mobilidade gera  maior qualidade de vida. Por quê?

Quando a mobilidade é pensada e calculada, e comporta toda a estrutura necessária de acordo com as demandas do local, número de habitantes, e etc, todo mundo consegue se locomover sem dores de cabeça.

Quanto tempo você passa preso no trânsito para traçar um trajeto que poderia ser percorrido na metade do tempo? 

Quantas vezes você não enxerga soluções que parecem fazer muito sentido, e poderiam desafogar determinadas vias?

Porque isso acontece? 

Acontece que no Brasil as cidades crescem de maneira desenfreada. 

Muitas vezes as pessoas precisam se abrigar em terrenos invadidos, que não dispõem de qualidade e saneamento. 

Essas pessoas também precisam se locomover, mas nem sempre aparecem no radar das prefeituras – já que tudo foi feito mais ou menos por baixo dos panos.

No fim das contas, é pensada uma solução de locomoção que não comporta o volume real de pessoa.

Some a isso os desvios de dinheiro público, a falta de investimentos e mão de obra...e temos um cenário, no mínimo, calamitoso e sem flexibilidade.

 

Dificuldades De Mobilidade Comprometem A Vida Humana!

A grande questão pela qual é fundamental a mobilidade urbana e a flexibilidade de locomoção nas grandes cidades é seu impacto direto na vida de todas as pessoas.

Basta perguntar para qualquer pessoa perto de você sobre o que ela considera um conforto, e muitas vão dizer que “morar perto do trabalho” é um dos pontos mais importantes. 

Apesar disso, essa questão ainda é vista como um luxo e muitas pessoas ainda enfrentam diversas dificuldades com deslocamento. Desde cidades pouco acessíveis aos engarrafamentos.

A maioria esmagadora dos brasileiros passa ao menos 3 horas dentro do transporte público ou no trânsito para fazer o percurso diário de ida e vinda para o trabalho. 

Isso acaba desencadeando problemas como:

  • Cansaço;

  • estresse;

  • Insônia;

  • Menor rendimento no trabalho;

  • Menor tempo para lazer;

  • Menor tempo de convivência familiar;

  • Entre outros.

Além disso, os problemas relacionados a mobilidade ainda impactam na formação e desenvolvimento pessoal.

Quais Alternativa Podemos Identificar Para Melhorar A Mobilidade Urbana?

 

Estímulo Ao Uso E Carro Particular É Um Dos Problemas Enfrentados!

É importante entender que a importância da mobilidade urbana é gigantesca e impacta diretamente na qualidade de vida de todas as pessoas. 

Mas, a vida moderna nos prega cada vez mais que é necessário ter um carro particular.

Com isso, o volume de automóveis circulando por todo o país é gigantesco, e um dos fatores comprometedores da mobilidade urbana.

No entanto, existem algumas estratégias que podem ser adotadas para facilitar e otimizar essa questão incluindo as bikes e as novas tecnologias para transportes de pessoas e cargas!

 

Bicicletas:

As bicicletas podem ser uma alternativa interessante! Elas contribuem para que a mobilidade urbana flua, não são poluentes. 

Também ajudam bastante para que você consiga se movimentar sem depender de um carro!

 

Transportes via trilhos:

Trens e metrôs são alternativas interessantíssimas, sobretudo para cidades muito grandes, que demandem uma mobilidade mais eficiente. 

Eles ajudam a percorrer longos percursos ao mesmo tempo em que são mais rápidos e eficientes.

 

Aplicativos de transporte, carsharing e outros:

Uma pesquisa encomendada pela 99 POP, sobre comportamento e percepção do brasileiro em relação à mobilidade urbana, indica que no Brasil,  30% da população já abriu mão do carro pessoal em prol de outros meios de transporte.

 

Mobilidade Urbana é Assunto Sério – E Deve Ser Tratado Como Tal!

Negligenciar as questões voltadas para mobilidade urbana é um erro que não deve ser cometido por nenhuma prefeitura ou governo. 

Os cidadãos também devem ficar atentos a isso e, devem se preocupar em eleger pessoas que tragam propostas nessa área.

A importância da mobilidade urbana para o bem-estar populacional é gigantesca e diversas são as cidades no mundo modelos de mobilidade para que governos se espelhem.

Quando você se desloca com facilidade também consegue ter muito mais tempo para fazer outras coisas além de suas obrigações. Como resultado você terá mais tempo até para descansar!

Então, é praticamente impossível pensar os dias atuais sem analisar o quanto essa é uma questão crucial.

Embora façamos muitas coisas pelo computador, sair de casa e se movimentar pela cidade ainda é uma necessidade. 

Pode-se tornar a vida do cidadão mais prática, otimizar os trajetos, e garantir o direito de ir e vir, um dos mais primordiais da existência humana.

Sendo assim, nada mais justo do que fazer isso de forma adequada, com uma mobilidade urbana que funcione de verdade.

Gostou do texto? Compartilhe com seus amigos e comente!

MOB1.CLUB
MOB1 ONE
MOB1 ONE Seguir

BUSCAMOS NOVAS RESPOSTAS PARA A MOBILIDADE E ELAS COMEÇAM POR VOCÊ!

Ler matéria completa
Indicados para você