[ editar artigo]

Tudo que você precisa saber antes de comprar um carro

Tudo que você precisa saber antes de comprar um carro

Escolher o modelo de carro adequado para seu estilo de vida inclui conhecer os tipos de carros e carrocerias disponíveis. 

Eles definirão o quanto de carga e passageiros  o automóvel comporta, além do design e de as características gerais como materiais. 

Conheça-os a seguir e tenha mais facilidade na hora de comprar o carro ideal.

 

Hatch e Hatchback

São os modelos mais compactos e com valores considerados mais acessíveis, ou seja, os carros  “de entrada”. Eles tem o vidro traseiro acoplado ao porta malas, 3 ou 5 portas e pouco espaço de porta malas. 

Uma ótima opção para iniciantes e quem tem medo de dirigir, são carros pequenos e fáceis de estacionar.

O hatch médio, tem motor mais potentes e design um pouco mais robusto. Tem dúvida entre um hatch e um sedan? Leia mais a seguir.

 Sedan

Esse modelo é bem conhecido e tem a carroceria larga, com o bagageiro separado do vidro, o que valoriza o espaço interno.

 SUV

O SUV tem sido o utilitário esportivo com mais sucesso da atualidade. A carroceria é alta com espaço amplo para pessoas e cargas. 

Crossover

Inspirado nas SUVs, o modelo tem carroceria monobloco, espaço interior amplo, altura em relação ao solo, pneus grandes, altura dos assentos, tração 4x4.

Esportivo

Os altos valores derivam da tecnologia de ponta e design projetado para altas velocidades e muito desempenho. Os modelos tem linhas esguias e podem ter ou não teto. 

 Jipe

Modelo perfeito para terrenos acidentados. Carroceria alta, tração 4x4 e motor potente. É o melhor veículo para off roads.

Picape

Picapes possuem caçamba externa na parte traseira e espaço interno que varia entre O 2 4 passageiros.

Van e Minivan

Vans e minivans são conhecidas pelo grande espaço interno modular para transporte de pessoas e cargas. Normalmente tem uso comercial por transportar grande número de pessoas.

Coupé ou cupê

São carros mais compactos que os sedans, com capota fixa geralmente para dois ou quatro ocupantes, mas apenas duas portas.

Agora que você já conhece alguns modelos, é hora de entender questões sobre vendas especiais. Sabia que existem pessoas que podem comprar carros 0 com certas vantagens? 

Venda direta

São vendas para pessoas jurídicas e em casos específicos, para pessoas físicas que se enquadram na política comercial das montadoras.

Entre elas estão Pequenas Empresas, locadoras de veículos, frotistas, produtores rurais, órgãos governamentais e variados setores públicos, auto escolas, corpo diplomático e  pessoas com deficiência (PcD's).

Entenda melhor o que são automóveis para pessoas com necessidades especiais.

 

O que são automóveis PCD?

Os automóveis PCD são aqueles que o mercado vende com isenção de taxas para pessoas que possuem habilitação especial por possuírem algum tipo de deficiência. PCD significa Pessoas Com Deficiência.

Nem toda deficiência te dá direito para essa compra. A isenção dos tributos é capaz de fazer o carro ter um desconto de até 30% no valor total. 

A melhor parte é que não é necessário ser o dono do veículo para pedir a isenção, podendo até uma criança que tenha deficiência.

Ele tem direito a isenção total do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). Isenção também do IPVA.

Em cidades que possuem restrição à circulação, há também a isenção do rodízio municipal de veículos.

Outros benefícios incluem a autorização para utilizar a vaga especial. É importante lembrar, entretanto, que algumas restrições podem ser aplicadas.

Como, por exemplo, no ICMS só é possível ter a isenção, caso o carro seja 0 km, e que o preço dele seja de no máximo 70 mil reais. Caso o valor do carro seja mais de 70 mil, ele só tem a isenção total do IPI.

Novas regras

Novas regras permitem que agora a isenção de IPI e IOF cubra carros elétricos e híbridos novos.

O beneficiário só tem direito a aquisição de um automóvel por vez com as isenções. 

Quem for comprar sem ser com pagamento a vista, também recebe os benefícios, através do financiamento.

Mas para isso, a Receita Federal precisa de uma comprovação de que o condutor é capaz de adquirir e manter o veículo.

Outra regra importante é que a pessoa precisa ficar com o carro por pelo menos dois anos, se não, na hora de vender precisará pagar todos os impostos que você havia tido isenção antes.

Depois dos dois anos, você já pode trocar o carro, e receber novamente os benefícios das isenções.

De acordo com dados publicados pela Abridef (Associação Brasileira da Indústria, Comércio e Serviços de Tecnologia Assistiva), entre janeiro e junho deste ano, houve um aumento de 30% de compradores com a isenção em relação ao ano de 2018. Foram em torno de 170 mil unidades vendidas.

Apesar do aumento, os dados dizem também que há muito mais pessoas que entram nessa categoria, mas que não sabem e não há muitos canais para que essa informação seja divulgada.

Quem tem direito à compra de carros com isenção e ter carteira especial?

Existem algumas condições exatas que lhe dão direito a consumidores adquirirem seus automóveis com isenção de impostos. São muitas, e ainda estão em analise para saber se realmente são.

Vale lembrar também que não é porque você possui alguma das doenças que irá receber o benefício. Há uma série de avaliações se a pessoa realmente terá o direito.

Uma lista com algumas das doenças que permitem a isenção são:

 

  • Deficiente visual;

  • Doença de Parkinson ou qualquer doença degenerativa e neurológica;

  • Câncer;

  • Ausência de algum membro;

  • Hérnia de disco;

  • Escoliose grave;

  • Membros com alguma deformidade congênita ou adquirida;

  • Nanismo;

  • Tetraplegia (algum parente), tetraparesia, triplegia;

  • Síndrome de Down (algum parente);

  • Paralisia cerebral (algum parente);

  • Próteses internas e/ou externas;

  • Linfoma (quando há sequela física ou/e motora);

  • Fibrose cística;

  • Esclerose múltipla;

  • AVC

 

Como solicitar seu carro PCD?

É demorado, e com uma lista de etapas para cumprir, mas é ótimo para qualquer um que tenha deficiência.

A primeira coisa é ir até o Detran da sua cidade e pedir o exame com a equipe médica especial. Eles irão avaliar o seu nível de deficiência e então, caso seja constatado como PCD, irá ganhar o laudo médico.

Se você não tiver CNH, precisará fazer autoescola especializada já para receber a carteira de habilitação especial.

O laudo médico deve constar seu tipo de deficiência, as adaptações necessárias, tipo de carro e outros detalhes importantes. Com esse laudo médico em mãos, é hora de começar a pedir a isenção dos impostos.

Para o IPI, é preciso acessar o Site online, e realizar todo o procedimento, que é rápido. Envia-se documentos e tudo que precisar.

A isenção do ICMS é solicitada no posto fiscal da Secretaria da Fazenda de cada cidade. 

Nessa hora, já é preciso iniciar os trâmites com a concessionária que você irá comprar o carro, para garantir que irá entrar dentro das regras.

O IPVA é preciso que já tenha todos os documentos do carro em nome de quem vai ser beneficiado, e ir também até a Secretaria da Fazenda com todos os documentos necessários.

As vagas de estacionamento especiais são válidas também, mas é preciso solicitar no site da prefeitura e receber o cartão DeFIS.

Em geral, são muitos benefícios e que muita gente pode ter acesso e nem sabe.


 

Os carros antigos e os clubes de carros 

Nos últimos anos, carros antigos vêm sofrendo uma enorme valorização. Especialmente pela quantidade de pessoas que vem se tornando colecionadoras e os eventos de exposição desses carros.

O amor aos carros antigos

A FGV EAESP fez um questionário respondido por 103 colecionadores de carros diferentes mais 6 mil anúncios de venda de carros antigos para fazer um levantamento dos modelos que mais haviam sido valorizados na última década.

Para ser considerado um carro colecionável, é preciso que ele esteja dentro das normas da Federação Brasileira de Veículos Antigos, a FBVA.

Nela, constam que o carro precisa ter pelo menos 30 anos de fabricação e conservar todas as características originais. 

Para esse último, é preciso portar o Certificado de Originalidade do Denatran, que assegura que tudo é original.

No levantamento, o carro antigo que mais foi valorizado foi a Volkswagen Kombi, também conhecida como corujinha. Ela se tornou uma algo considerado “cult” nos EUA.

Depois temos outros como o Dodge Charger, Dodge Dart que também subiram mais de 100% em valorização.

Em geral, carros antigos voltaram a estar em alta e se tornaram uma paixão em que muitos estão investindo tudo que podem.

Para quem tem algum carro que se encaixe como antigo, pode ganhar um belo dinheiro vendendo-o, ou simplesmente investindo nele.

Há quem já venha com amor por carros antigos desde criança. Dizem que é uma sensação tanto de trazer memórias antigas, quanto de fazer novas atualmente.

Nesses casos, começa cedo os processos de procura pelos carros antigos e sua restauração.

Essa parte é normalmente a mais difícil e cara, já que é preciso o dobro dos cuidados e da procura por peças originais.

O processo de design é o favorito da maioria, deixando totalmente como o original, mas ainda assim trazendo a personalidade de seus próprios donos. Se jogam em cores, alguns desenhos e até na personalização da parte de dentro do carro.

Chamados de tuning de carros, são as formas de modificar o desempenho e a aparência do veículo.

E é a partir dele que cada um deixa sua marca personalizada em um carro popularmente conhecido.

Os grandes eventos de carros antigos normalmente trazem stands e oficinas que oferecem esse tipo de serviço, ou ensinam mais sobre isso.

Os clubes de carros antigos

Foram então sendo criados diversos clubes de carros pelo Brasil e mundo afora. O principal é o FBVA, que além de criar diversos eventos, também é a responsável pela verificação das normas a serem cumpridas pelos donos de carros antigos.

Ela foi criada em 1987 sem fins lucrativos, e se tornou a maior no país.

Em todos os estados é possível encontrar associações e clubes de carros antigos. Eles   realizam seus próprios eventos. Para participar, deve ser feito o cadastramento de seu carro pela FBVA, e ir até um dos clubes. Cada um deles vai possuir suas próprias regras para entrar, e determinados valores.

Algumas cidades maiores possuem mais de um clube de carros, então vale a pena ir no que mais é semelhante com o seu estilo e o de seu carro.

 

A volta das Pin-Ups e os eventos de carros

O retorno das Pin-Ups é algo que os eventos de carros estão trazendo com tudo. São diversas mulheres vestidas de pin-up, com roupas no estilo entre as décadas de 30 até 70.

Pin-ups ficaram conhecidas pela sua sensualidade em fotografias ao lado de automóveis. Entretanto, a nova proposta é trazer mulheres para o ramo automobilístico, sem exatamente estar vulgarizando-as.

Inserindo as mulheres nesse ramo, que sempre foi majoritariamente protagonizado por homens. Muitas das pin-ups possuem seus próprios carros antigos em que colocam em exposição para todos nos eventos.

Existem alguns eventos nacionais que são bem conhecidos e renomados, e os melhores lugares para conhecer ainda mais carros antigos. Um deles é o Brazil Classics Show, que ocorre todos os anos no estado de Minas Gerais. Nele há exposições e experiências com carros antigos e clássicos.

Outro evento do mesmo estilo é o AutoShow Collection, que ocorre na cidade de São Paulo, no Sambódromo do Anhembi. Ele reúne mais de 40 clubes de carros de todo o estado e traz o público do Brasil todo. Já ocorre há 13 anos, e é considerado o maior evento periódico de carros antigos do país.

Alguns outros eventos de carros antigos grandes são o Encontro Brasileiro de Autos Antigos, também em São Paulo; e o ENEVA (Encontro Nordeste de Veículos Antigos), que ocorre em diversas cidades do norte e nordeste.

Para procurar eventos menores em sua região, é legal ficar de olho nos sites dos clubes de carros. Eles sempre estão dando detalhes e compartilhando sobre esse assunto.

Se você tem amor por carros antigos, o que não falta são eventos, exposições, sites e mais sobre o assunto.

 

O que você precisa saber para ter um carro: Conceitos básicos de mecânica 

Além de comprar o carro e colocar combustível, é preciso também saber como cuidar e preservar seu veículo, dando uma duração de vida maior a ele.

Conceitos básicos de mecânica

Pode parecer um bicho de sete cabeças, e realmente, há coisas que só uma pessoa especializada é capaz de mexer. 

Entretanto, para conseguir entender e usar o seu carro no máximo possível, e sem muitos gastos futuros, é importante ter alguns conceitos básicos de mecânica. Entender sua lógica de funcionamento e algumas soluções para problemas comuns.

Conheça alguns conceitos básicos dos elementos mais importantes do seu carro e suas características:

 

Motor: 

Uma das partes mais importantes e conhecidas de um automóvel. É onde fica localizado todos os cilindros e pistões, que são responsáveis pelo giro do volante do motor. 

Fazem isso através de explosões com mistura de ar e combustível dentro do cilindro, que faz o pistão se movimentar.

 

Marchas: 

A caixa de marchas é o conjunto de todas as engrenagens que se diferem no tamanho entre si. Elas são responsáveis pela rotação do motor, o que muitos confundem. Nas marchas mais baixas, e nas marchas mais altas. 

Quanto mais alta a marcha, maior a velocidade. E também há a marcha a ré. A rotação do motor ocorre pelo troca nos semi eixos, que estão junto das juntas homocinéticas, que fazem o movimento das rodas também.

 

Embreagem: 

O pesadelo de muitos. É uma carcaça com mola que pressiona o volante do motor. Também está conectado às marchas. É ela que permite a transação das marchas sem qualquer tranco no carro. 

O processo ocorre quando você pisa na embreagem, fazendo com que a mola puxe o disco de fricção e corta o giro do motor.

 

Freio: 

Apesar de nos referirmos como o freio, na verdade é um conjunto. Há uma pinça que segura o disco pelas pastilhas. Isso faz com que o atrito do movimento das rodas seja menor. 

É comum que depois de um tempo, principalmente de mau uso do freio (como paradas bruscas demais), precisa-se trocar as pastilhas.

 

Rodas e pneus: 

Ainda tem muita gente que consegue se perder em qual é qual. Os pneus são aqueles revestimentos de borracha que ficam sob as rodas metálicas. 

As rodas recebem a rotação das juntas homocinéticas, citadas lá nas marchas. Nela também fica o disco de freio. Não só se deve ter cuidado com os pneus, mas também com as rodas, que fazem um trabalhão.

 

Suspensão:

Essa é provavelmente a que menos pessoas conhecem. Ela é o conjunto de cilindros, molas e batentes que conseguem absorver todo o atrito na parte das rodas. Garantem então o conforto na hora da condução.

Dicas para preservar seu carro

Algumas dicas do dia a dia são importantes para manter um carro funcionando corretamente, e evitar idas exageradas para o mecânico. Apesar de ser importante levar de vez em quando, para garantir que tudo esteja OK.

Muita gente não faz, mas é preciso verificar os fluidos toda semana, e principalmente antes de pegar a estrada. A análise deve ser feita quando o carro está frio, e precisa olhar se o fluido está no nível marcado no reservatório. 

O óleo do motor deve ser limpo com algum pano limpo, e garantir que não há nenhum detrito dentro. Se qualquer um dos dois estiver abaixo do nível, complete-os. Esse óleo também deve estar dentro da validade, se não pode diminuir a eficiência do motor.

A cada 30 mil quilômetros rodados mais ou menos, é preciso fazer uma manutenção. Para quem entende um pouco do assunto, pode olhar em casa mesmo. Analisar o estado das velas, filtros e bicos injetores. Para quem não entende, o ideal é enviar a um mecânico.

Ter cuidado com as palhetas do limpador é essencial. Elas com o tempo vão ficam ressecadas, por isso deve-se trocar a cada seis meses. Deixá-las pode deixar seu vidro cheio de riscos.

Evite passar por buracos ou coisas estranhas na pista. Isso pode acabar prejudicando seu pneu. Além de ser um custo alto, também pode ser muito perigoso.

Se a bateria está com mais de dois anos, é provável que já tenha passado da validade dela. Sendo assim, a qualquer momento seu carro pode não funcionar, e será preciso substituí-la. É possível colocar você mesmo a bateria, mas é mais recomendado levar ao especialista.

Uma última dica importantíssima para a manutenção geral do automóvel, é não deixar o carro parado por muito tempo. 

Em alguns lugares, a maresia pode ser um fator importante, e até outros que não sofrem com isso, também pode acabar desgastando e fazendo-o piorar. 

Se por acaso não puder usar o carro, é bom ligar ele por algum tempinho, ou encher o tanque e desligar o cabo da bateria.

No final das contas, apesar de parecer difícil, entender sobre carros pode ser tranquilo e de extrema importância para sua preservação. Gostou do texto de hoje? Compartilhe nas suas redes sociais! 


 

MOB1.CLUB
MOB1 ONE
MOB1 ONE Seguir

BUSCAMOS NOVAS RESPOSTAS PARA A MOBILIDADE E ELAS COMEÇAM POR VOCÊ!

Ler matéria completa
Indicados para você