Aryane Gouvea Especialista em Marketing na MOB1. Planejo ações e conteúdos que possam ajudar pessoas.

Como processos de gestão de informação podem ajudar a reduzir custos do pós-venda

4 min | leitura

reduzir custos do pós venda

A redução de custos de um negócio acaba sendo crucial em períodos de recessão e de crise. Reduzir custos do pós-venda e otimizar processos do seu setor, sem perder qualidade da operação, tornam-se relevantes diferenciais competitivos em um cenário de instabilidades financeiras.

Hoje veremos algumas táticas para enfrentar as dificuldades trazidas com a imprevisibilidade do mercado. Bem como, a integração da transformação digital e da gestão de informação para proporcionar melhores resultados à sua empresa de varejo.

Sobretudo, a redução deve manter o nível de qualidade e minimizar os gastos. Principalmente no pós-venda, que é uma etapa imprescindível para fidelização.  

Em um mercado competitivo, o que conta, além de preços, é a experiência da compra do cliente.

Em outras palavras, a qualidade e agilidade do atendimento e entrega, facilidade de comprar, relacionamento com a marca, trocas e devoluções simplificadas.

Tudo isso tornou-se prioritário para o possível comprador e você já sabe disso!

Mas, por onde começar?

Primeiramente, é uma tarefa crucial do gestor ter mapeado os processos internos e as operações da empresa e/ou do seu setor. 

Apenas após uma análise holística e integrada será possível visualizar os pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças do seu negócio. 

Por fim, com esta analise, será possível perceber gastos supérfluos que devem ser cortados. Assim como quais gastos podem ser reduzidos, quais processos podem ser otimizados e o que será necessário para agilizar operações.

Muitas vezes, investimentos em ferramentas serão a solução para facilitar fluxos de pós-venda. Quando bem aplicadas elas podem representar uma queda nos custos de relacionamento com o cliente, assim como logísticos e até internos.

Fique atento às dicas dos próximos tópicos que possam contribuir para otimizar seu pós-venda.

Elimine falhas e gargalos fornecendo mais informação

Tanto funcionários quanto clientes beneficiam-se em poder acompanhar processos bem definidos por meio de etapas claras.

É preciso analisá-los em busca de erros ou gargalos que prejudicam a comunicação. E, ainda pior, que expõem dados, comprometem a segurança ou dificultam a execução de tarefas da sua loja, concessionária ou mecânica.

Essas falhas operacionais internas são problemas no fluxo da informação. Para melhorá-los você deve ficar atento para questões como uso correto de ferramentas e equipamentos, recursos tecnológicos disponíveis e alinhamento da equipe.

Já no caso do cliente, o pós-venda precisa estabelecer formas simples de acompanhar todas as etapas da compra. Isto significa até o recebimento da mercadoria ou quem sabe agendamento de um serviço. 

Para isso, uma ferramenta de e-mails transacionais é uma ótima opção, além de evitar despesas com a necessidade de um SAC mais robusto.

LGPD e Banco de Dados de Clientes

Entretanto, ao solicitar informações pessoais do cliente como e-mail, lembre-se de enquadrar-se desde já na LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais). A LGPD ou Lei nº 13.709/2018 é a legislação brasileira que regula as atividades de tratamento de dados pessoais.

O Banco de Dados de Clientes é fundamental para o varejo. Ele melhora o atendimento e o serviço do SAC, melhora o relacionamento com o consumidor no pós venda e ajuda na fidelização de clientes. 

Estas informações permitem pesquisas mais eficientes para o atendimento. Entretanto, pensando em diminuir essa necessidade, é importante que sua equipe dê atenção para páginas de FAQ e táticas como a criação de uma Central de Ajuda para clientes.

Além disso, banco de dados de clientes permitem upsell e cross-sell de vendas mais curto, que garante um faturamento maior. E este faturamento ocorre com redução de custos para as áreas de marketing e vendas. 

Por isso, é importante fazer a atualização em massa dos bancos de dados existentes e investir em serviços de higienização das suas bases de dados.

Continue acompanhando a próxima dica!

Gerencie processos e maximize a eficiência das tarefas

Custos operacionais são questões delicadas, pois implicam também em custos com equipe e por isso precisam ser bem planejados. 

Por conta disso, é mais produtivo focar na  eficiência e no potencial dos seus funcionários. Antes de gastar com valores elevadíssimos de demissões, pense como é possível implementar recursos e técnicas para aumentar a eficiência da equipe e reduzir custos do pós-venda.

Foque em estabelecer métodos, na qualidade do trabalho e tenha metas bem definidas.

Sua empresa pode utilizar ferramentas como Workflow e integrar sistemas para que o ambiente de TI torne-se mais seguro e eficaz.

Definir regras de acesso também é crucial para garantir ao pós-venda a comunicação e obtenção de informações necessárias para solucionar problemas dos clientes e mais que isso, encantá-los

Como resultado da transformação digital, o varejo online necessita de profissionais versáteis.  Logo, uma outra opção interessante é treinar seus funcionários para novas tecnologias e coordenar projetos de forma multidisciplinar.

Abaixo está uma das dicas mais importantes, confira!

Adote sistemas de gestão e aposte em tecnologias de automação

Mais que necessários, os sistemas de gestão facilitam a inteligência e o gerenciamento do seu negócio de forma integrada.

Particularmente, o setor automotivo exige uma série de itens para otimizar a operação e reduzir custos do pós-venda e de vários outros setores. 

Sistemas de gerenciamento permitem uma infinidade de funções.

  • ERP (Enterprise Resource Planning): controle das áreas financeiras, fiscais e contábeis, análises gerenciais;
  • CRM ( Customer Relationship Management): gerenciamento de Leads, controle de estoque, controle de vendas, análises gerenciais;
  • DMS (Dealership Management System): uma ferramenta especializada próxima a um ERP;
  • RH (Recursos Humanos) facilitam contratações;
  • SCM (Supply Chain Management): controle de estoques, gerenciamento de frotas, geo-rastreabilidade e desempenho da cadeia de suprimentos.

Além disso algumas ferramentas contam com serviços em cloud computing e armazenamento na nuvem.

Eles também facilitam a padronização de processos com tecnologias especializadas em automação que ampliam a velocidade de execução de determinados serviços.

Nesse caso, buscar soluções que reduzam ciclos e esforço, por exemplo, do SAC com suporte, do marketing com ações de e-mail, de vendas com prospecção. 

Para operações médias estas ferramentas representam um custo baixo de aquisição do serviço e também de manutenção de servidores.

No âmbito geral, um sistema de gestão pode resultar em menores custos para setores e dispensar a necessidade de contratações. Eles aumentam a produtividade, reduzem erros humanos e custos com devoluções, além de facilitar tomadas de decisões.

O caminho é a transformação digital

Ao unir diversas estratégias e tecnologias na construção do relacionamento do pós-venda, a empresa não só economiza, como melhora a experiência do consumidor.

O pós-venda é uma das pontes que tornará o cliente predisposto a comprar novamente. 

Ainda que a maioria dos gerentes e supervisores já saibam, continua digno de nota: é mais barato fidelizar um cliente do que conquistar um novo. E para isso é necessário investir em relacionamento com o cliente.

Uma das melhores ideias para reduzir custos do pós-venda e do seu negócio como um todo é apostar na transformação digital. Por isso, se tiver alguma dúvida, deixe nos comentários que nós iremos lhe ajudar!

Aryane Gouvea Especialista em Marketing na MOB1. Planejo ações e conteúdos que possam ajudar pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *