Aryane Gouvea Especialista em Marketing na MOB1. Planejo ações e conteúdos que possam ajudar pessoas.

Marketplaces para autopeças: qual e como escolher?

5 min | leitura

marketplace para autopeças

Nos últimos meses, as vendas online no Brasil alcançaram seu ápice, chegando a mais que dobrar, um aumento de 137,35%, no mês de maio de 2020, em relação ao mesmo período do ano passado. Dentre as opções do varejo digital, há tanto estratégias de venda por meio de lojas online próprias como marketplaces e hoje o assunto é exatamente Marketplaces para autopeças.

Os dados acima são da pesquisa do Comitê de Métricas da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico em parceria com o Movimento Compre & Confie.

Ela aponta ainda um recorde na participação do comércio eletrônico no varejo geral do país, de 11,1% em abril. 

A categoria de reposição ganhou muita importância nos últimos anos. A idade da frota de veículos circulantes no país vem aumentando, e já cegou a 10 anos, o que demanda manutenção. 

Este fato somado à crise econômica, que faz muitos não trocarem de carro, e ao amadurecimento digital do consumidor brasileiro acabam surgindo como uma oportunidade para o setor.

Estes fatos somados definem um possível horizonte favorável para o varejo online automotivo.

Vantagens destes canais

Vender peças em um marketplace é uma decisão estratégica apoiada por estes dados recentes de crescimento das vendas online. Mas é também um desafio! Além de ser um novo canal de vendas, com todas as peculiaridades tributárias, logísticas e técnicas, é uma decisão que muda um modelo de negócio. 

As vantagens aos lojistas e fabricantes de componentes podem ser inúmeras. Dentre essas, não precisar criar um e-commerce do zero, expandir o alcance de seus produtos e marca são algumas delas.

Além disso, conquistar novos clientes por meio de um custo menor de publicidade, já que marketplaces possuem altos níveis de tráfego orgânico, altos índices de confiança dos consumidores e são responsáveis por estratégias de marketing e publicidade; também é uma grande vantagem!

Estas plataformas são completas: possuem certificados de segurança, meios de pagamento e clientes fiéis. Sem custo de setup, no marketplace, cada seller (loja, vendedor) recebe por meio de comissões. 

Nos próximos tópicos serão abordadas dicas para aproveitar ao máximo o potencial destes shoppings digitais, incluindo o que analisar para definir em quais canais vale a pena colocar seus produtos.

Conheça o Mercado e suas opções

Muitas características devem ser levadas em conta ao escolher os canais nos quais você fará a inserção do seu produto. Dentre elas, destacam-se: conhecer a reputação do marketplace, o número de acessos e compras no canal e o destaque dado ao seu segmento.

Abaixo listamos alguns dos principais marketplaces do Brasil para facilitar sua pesquisa:

Principais Marketplaces para autopeças

Mercado Livre:

É atualmente o maior site de vendas da América Latina, e tem chamado atenção de concessionárias, mecânicos e montadoras. A categoria automotiva (componentes e acessórios) é uma das líderes de vendas desde 2014.

Entre as vantagens, o marketplace apresenta recursos próprios de pagamento, o Mercado Pago; e envio, o Mercado Envios. 

Nele, os sellers podem entrar como Lojas oficiais ou não e a cobrança ocorre conforme a exposição para os anúncios e o tipo de venda que fizer, de acordo com as categorias de Anúncio Clássico, com comissão de 11% das vendas, e Premium, de 16%.

A plataforma oferece ainda sistemas de classificação de satisfação aos consumidores, que podem dar nota ao serviço das lojas e o recurso de perguntas e respostas, nos quais eles podem comunicar-se com o vendedor para compreender a compatibilidade de peças e tirar dúvidas antes de comprar.

Em termos de publicidade e marketing, a plataforma oferece espaços de compra no site e em campanhas, assim como realiza, em parceria com o Google, divulgação de anúncios em sites diversos.

Amazon:

Gigante mundial, entrou no mercado brasileiro em 2017 com livros e poucas categorias, mas em 2019 expandiu seu alcance para os mais diversos produtos.

Além da boa reputação, é conhecida por prazos de entrega rápidos e muito competitivos – a companhia tem seu próprio centro de distribuição em Cajamar, na Grande São Paulo, e parceria com redes de distribuição específicas.

Seu destaque é o famoso serviço do Amazon Prime, que permite ao usuário pagar uma taxa única mensal para ter um serviço de entregas com frete gratuito ilimitado, além de acesso a uma série de serviços focados em entretenimento.

No plano de vendas Profissional, a taxa de assinatura é de R$ 19,00 por mês e os sellers pagam também uma comissão por cada item vendido.

Magazine Luiza:

Uma marca extremamente estabelecida no mercado brasileiro por sua inovação e adaptabilidade. Dentre os benefícios de usar o marketplace estão o Magalu Entregas, o Magalu Ads e a possibilidade de vender produtos até mesmo nas lojas físicas da rede.

Em resumo, uma oportunidade multicanal. Eles também oferecem um Clube de vantagens, o Ofertar Clube da Lu, para que sellers trabalhem com ofertas especiais.

Neste canal, a comissão é cobrada de acordo com o segmento do seller e pode variar dependendo da categoria dos produtos, ficando entre 10% e 20%.

Após a pandemia, lançaram o programa “Parceiro Magalu”, permitindo que autônomos também vendam em sua plataforma.

Também é conhecido por ter um bom suporte aos seus sellers e o Portal da Lu traz conteúdos como matérias e vídeos a respeito dos assuntos de auto parts.

B2W:

O marketplaces incorpora os sites Americanas, Submarino e Shoptime, e é quase unanimidade entre lojas que vendem pela internet. Não é necessário nenhum investimento de setup, e como as demais, a B2W trabalha no modelo de comissões.

A principal vantagem é a exposição dos produtos em sites com alto tráfego, mas não só isso. O canal desenvolveu ferramentas específicas para a categoria de autopeças, como a “Garagem”, na Americanas.com. Nele cliente pode cadastrar informações de seu carro, como marca, ano e modelo para visualizar apenas os componentes compatíveis.

Outra vantagem é o B2W Empresas no qual parceiros da plataforma podem vender seus produtos para outras empresas (B2B), tanto no varejo como no atacado. Isso facilita a compra por oficinas mecânicas e empresas de reparo e manutenção em geral; além de ser uma forma de diversificar seu negócio.

Canal da Peça:

Uma plataforma de nicho, feita especialmente para lojistas e reparadores, mas que também atende os consumidores finais.Grandes fabricantes como Bosch, SKF e Cofap tem seus produtos cadastrados lá.

No Canal da Peça, a comissão cobrada é de 20% do valor da venda e, no Clube Canal da Peça, o marketplace para autopeças oferece aos lojistas a possibilidade de optar pela assinatura mensal de R$ 149,90, que reduz a taxa de comissão para 12% e proporciona vantagens como loja virtual personalizada, sua marca no site dos fabricantes, suporte para pós venda, frete grátis e cupons de desconto.

Diferenciais importantes para você escolher o melhor canal para sua operação

Fique atento! Ainda que algumas funcionalidades sejam contratadas à parte, elas podem ser fundamentais para a escalabilidade do seu negócio, por isso, não desconsidere os seguintes diferenciais:

  • Ferramentas com foco no segmento automotivo e que ajudem os consumidores como Ferramentas de compatibilidade e comparação de produtos e preços;
  • Boa ferramenta de busca;
  • E-mail marketing para seu segmento e categorias;
  • Soluções para escalar projetos, desenvolvimento e crescimento, além de ferramentas auxiliares para sua operação;
  • Treinamentos, webinars e materiais de auxílio;
  • Soluções de entrega e logística; 
  • Opções mais robustas de “fulfillment”, que cuidam desde a estocagem do item até o pós-venda;
  • Integração com Hubs, ERPs e plataformas de e-commerce para você centralizar informações do seu negócio;
  • Inteligência de marketplace – análise de concorrentes, dashboard de vendas completo, insights de vendas;
  • Opção de contratação de Anúncios patrocinados e campanhas especiais (ações em datas comemorativas como Natal e Black Friday);
  • Agências parceiras ou ferramentas para produção de conteúdo e mídia; 
  • Segurança para proteger clientes e lojistas, como sistemas antifraude e criptografia de informações;
  • Variedade de meios de pagamento e opções de parcelamento; 
  • Cashback, vouchers e opções de cupons de desconto;
  • Acompanhamento de Customer Success para facilitar a sua operação e aumentar suas vendas e resultados.

A luz no fim do túnel?

É fato consumado o déficit na balança comercial de autopeças. No acumulado até maio, essa redução foi de US$ 1,5 bilhão, valor 10,7% menor que alcançado entre janeiro e maio de 2019 de acordo com a Automotive Business Inteligência. 

Mas como remediador, há este crescimento da presença do segmento automotivo e de categorias como autopeças e acessórios no e-commerce. 

Logo, esta pode ser a saída que sua empresa busca para melhorar o panorama atual. Por isso este texto foi criado, pensando em facilitar a sua escolha de um bom marketplace para autopeças que priorize a transformação digital dentro do segmento de auto parts.


Para saber sobre como conectar sua loja ou concessionária a um HUB para venda de autopeças nos principais marketplaces para autopeças do país, sem se preocupar com catálogo, visite o HUB.MOB1.PARTS

Aryane Gouvea Especialista em Marketing na MOB1. Planejo ações e conteúdos que possam ajudar pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *