Pietra Rodrigues Comunicadora e comunicativa, trabalho para gerar transformações efetivas para empresas e profissionais.

Tendência: como o Big Data pode impulsionar os resultados da sua concessionária

2 min | leitura

big data

Se você atua no meio digital, possivelmente já tem contato ou ao menos ouviu falar sobre o Big Data.

A tendência do varejo está diretamente ligada a captação, gestão de análise de dados, e nesse artigo você vai compreender como os resultados da sua concessionária podem ser impulsionados por esses três passos.

Continue a leitura!

Começando do começo: o que é o Big Data?

Em linhas gerais, o termo “big data” refere-se aos dados – estruturados ou não – gerados, a cada segundo, por empresas e pessoas ao redor do mundo. Ele faz parte do conceito de data-driven, que trata sobre a gestão de negócios guiada a partir de dados. 

Como todo bom conceito de marketing, o Big Data possui um esquema de iniciais que nos ajuda a compreender as características que o compõem –  são os 3Vs:

  • Volume: diz respeito a quantidade de dados gerados a todo momento – redes sociais, formulários, transações financeiras, e por aí vai. 

FATO CURIOSO: De acordo com a Forbes, entre 2013 e 2015 foram gerados mais dados do que durante toda a história da humanidade até então. 

  • Velocidade: para que toda essa quantia de dados seja aproveitada a tempo, é necessário que a análise e gestão sejam feitas de forma ágil. Assim o aproveitamento das informações se torna mais acurado. 
  • Variedade: o terceiro V fala sobre a diversidade desses dados. Por se originarem de diferentes fontes, em variados momentos e a partir de diversos gatilhos, os dados se dão em diferentes formatos. Do mesmo modo, isso faz com que existam dados estruturados (numéricos) e não estruturados (imagens, áudios, etc).  De forma geral, no último caso existe a demanda por ação humana na análise das informações, ao contrário dos dados numéricos, lidos com assertividade por máquinas.   

Se a gestão de dados não for um tema familiar para você ou sua empresa, você pode gostar do artigo “Gestão da informação para empresas: como dar os primeiros passos”, que publicamos aqui no MOB1.CLUB. 

O Big Data no Varejo

Certo! Existem diversos dados gerados em grande volume e que demandam uma alta velocidade de análise – mas o que fazer com isso?

Em síntese, a ideia central do armazenamento, gestão e análise de dados está na previsibilidade que isso garante.

A partir de previsões baseadas em dados, sua empresa reduz custos, ganha tempo, tem velocidade e assertividade na tomada de decisões e ainda pode desenvolver serviços e produtos alinhados com as expectativas dos consumidores. 

É fato que as empresas que mais exploram essa inteligência, são hoje as grandes potências globais como Google e Facebook.

Ainda assim, isso não impede que empresas menores, nacionais e de segmentos de fora da internet também se beneficiem desse tipo de gestão.

Especialmente nesse momento, em que o mercado automotivo está se vendo obrigado a dar uma vazão maior ao digital, e que aplicação do conceito do Big Data ainda não é tão difundida no Brasil, empresas que estiverem dispostas a dar o primeiro passo certamente terão uma vantagem competitiva gigantesca no futuro. 

Enfim, Big Data já é uma realidade na sua concessionária? Ficou com alguma dúvida sobre o tema? Compartilhe nos comentários! 

Pietra Rodrigues Comunicadora e comunicativa, trabalho para gerar transformações efetivas para empresas e profissionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *