[ editar artigo]

Já Pensou Se Seu Carro Zero Trabalhasse Para Você?

Já Pensou Se Seu Carro Zero Trabalhasse Para Você?

Comprar um carro zero km é um prazer que só quem já realizou esse sonho é capaz de descrever. No entanto, estima-se que assim que sai da concessionária um veículo perde em torno de 20% de seu valor e mais 10% ao ano, sobretudo nos primeiros três anos, devido à taxa de depreciação. Esses são apenas os primeiros custos envolvidos no processo de se manter um veículo dentre muitos outros, os quais já expus nesse outro artigo e que acabaram me fazendo tomar a decisão de não mais ter um veículo próprio (saiba mais).

Algumas Startups tentaram, porém de forma tímida, monetizar os veículos automotores particulares através de aplicativos de carona, aluguel e mesmo compartilhamento de automóveis. Entretanto, se eu lhe dissesse que muito em breve seu carro poderá trabalhar para você, você acreditaria? É claro que não se trata de qualquer veículo... Pois essa foi a última promessa feita pelo polêmico CEO da Tesla Motors, Elon Musk. Se você não conhece esse nome, para explicar o que ele representa na atualidade no mundo da tecnologia, basta dizer ao caro leitor que ele já foi comparado ao "Tony Stark do mundo real"! Bem, se você não conhece nem mesmo esse nome, sugiro comprar um pacote de lenços e correr para o cinema mais próximo que talvez ainda consiga algum ingresso... (ok, nada de spoilers!)

O executivo da Tesla afirmou em uma reunião com investidores, ocorrida no último dia 22, que até 2020 pretende por em operação uma rede de táxis autoguiados. A ideia da empresa é que os proprietários de veículos da marca os deixem trabalhando (e ganhando dinheiro) enquanto não precisam deles. Musk explicou que a companhia ficará com uma taxa de 25% a 30% do valor cobrado dos clientes, nada muito diferente do já praticado por empresas do setor.

E o serviço de caronas compartilhadas da Tesla não se limitaria a usar os carros de seus clientes: em alguns locais, quando necessário, a empresa colocaria os seus próprios “robotaxis” na rua para levar passageiros. De qualquer forma, a promessa da empresa é bastante ousada.

Se você avançar em um ano, quem sabe em um ano e três meses, nós teremos mais de 1 milhão de robotaxis nas ruas”, afirmou Musk, garantindo que sua empresa entregará sistemas de direção totalmente autônomos e prontos para enfrentar áreas urbanas densas, como Nova York e San Francisco, já no fim de 2019.

E para enfrentar um mercado já estabelecido e repleto de iniciativas como o de compartilhamento de caronas, Musk promete baixar de forma significativa os custos de uma corrida. Se nos serviços convencionais o quilômetro rodado de uma corrida custa entre US$ 1,25 a US$ 1,90, a Tesla espera reduzir esse valor para incríveis US$ 0,11.

Se o Homem de Ferro da vida real vai cumprir a sua promessa ou não e de que forma isso vai impactar nossas vidas, isso só (a joia d)o tempo dirá... (não podia perder essa referência, kkkkk!)

______________

 

Tem interesse pelo assunto? Gostaria de ler mais textos como esse? Então acesse o meu e-book.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

MOB1.CLUB
Rodrigo Vargas de Souza
Rodrigo Vargas de Souza Seguir

Sou Psicólogo, atuo desde 2009 como Agente de Fiscalização de Trânsito e Transporte na EPTC, órgão Gestor do trânsito na cidade de Porto Alegre. Desde 2015, lotado na Coordenação de Educação para Mobilidade do mesmo órgão.

Ler matéria completa
Indicados para você