Pietra Rodrigues Comunicadora e comunicativa, trabalho para gerar transformações efetivas para empresas e profissionais.

Tecnologia e Gestão de Processos no Setor Automotivo

2 min | leitura

gestão de processos no setor automotivo

A tecnologia é um importante pilar dentro do setor automotivo. Entretanto, isso não se restringe apenas aos steps de fabricação, mas também à gestão de processos de toda a cadeia que compreende o segmento automotivo. 

Partindo da montagem, passando para a logística, estoque, vendas, pós vendas e manutenção; todas as ações fazem parte de um fluxo de processos, que é incrementado por ferramentas tecnológicas. 

Gestão de processos: orquestrando as ações 

A Fundação Instituto de Administração (FIA) sintetiza o cerne da gestão de processos em uma sentença bem simples:

“nada será modificado se não houver uma razão bem clara para que isso aconteça”. 

FIA

Essa definição traz consigo alguns pontos chave da gestão de processos, que são: 

  • Senso analítico e critico: para analisar as demandas e processos com uma visão acurada sobre o que pode ser otimizado.
  • Capacidade de questionar: e assim permitir que as equipes descubram novos caminhos de fazer o mesmo de forma ainda melhor;
  • Visão holística: pensar não só na ação a ser executada, mas também no impacto dela em todo o processo, bem como na forma que cada demanda encaixa-se no fluxo do negócio. 

E por que pensar sobre isso no setor automotivo?

Há um “vilão” comum a profissionais e empresas, independente do mercado em que estejam ou de qual parte da cadeia de processos façam parte: o comodismo

O fato de se estar cômodo em determinado patamar de vendas e resultados pode fazer com que muitos adiem otimizar sua gestão de processos no setor automotivo.

Isso acaba abrindo espaço para que a concorrência ganhe competitividade e que seus clientes procurem por um novo fornecedor/prestador de serviços. 

É por conta disso que, mesmo no consagrado e resiliente setor automotivo, pensar sobre a gestão de processos é tão importante: ganho de competitividade, produtividade e eficiência. 

A tecnologia e a gestão de processos

Praticamente tudo é passível de ser mensurado. Isso significa que, para cada e-mail enviado, plano de comunicação aprovado ou veículo vendido, pode haver uma análise e, consequentemente, aprendizados e otimizações a partir disso.

Nesse cenário, a criação, gestão, tratamento e análise de dados tornam-se grandes aliados de qualquer empresa que pretenda atuar com competitividade e excelência.

Gestão de Processos no Setor Automotivo

Para que cada um desses processos faça parte do dia-a-dia de sua concessionária ou montadora, a tecnologia mostra-se uma boa aliada, sendo necessário:

  • otimizar processos de customer success;
  • um fluxo de CRM bem desenhado e uma boa ferramenta para gestão e distribuição automática de leads para aumentar suas vendas;
  • equipes especializadas e que performam bem;
  • definição de metas e acompanhamento efetivo dos KPIs (Indicadores-chave de Performance);
  • contratação de ferramentas como ERP (Enterprise Resource Planning – processos financeiros e gerenciais);
  • ou contratação de ferramentas como DMS (Dealer Management System – todos os processos desenvolvidos exclusivamente para o ramo de veículos). 

Assim, ferramentas e modelos de trabalho podem ser aplicados visando angariar melhores resultados. 

Com isso, frameworks que usufruem do que a tecnologia proporciona são fatores que, se bem aplicados, podem garantir uma melhor performance para empresas do segmento automotivo, independentemente de seu porte. 

___

Como é feita e vista a gestão de processos na sua empresa? Compartilhe nos comentários! 

Pietra Rodrigues Comunicadora e comunicativa, trabalho para gerar transformações efetivas para empresas e profissionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *