[ editar artigo]

Como recorrer das multas de trânsito mais comuns!

Como recorrer das multas de trânsito mais comuns!

Cometer uma infração de trânsito é sempre ruim, ficamos pensando quando é que as multas de trânsito vão chegar. Mas existe também um outro problema, que são as multas de trânsito indevidas. Você sabe como identificar e como recorrer nesses casos?

Hoje existem muitas formas de fiscalizar o trânsito aqui no Brasil e nossas leis são muitas e vez ou outra mudam alguma coisa. Com isso, acaba sendo bem fácil que todo mundo, vez ou outra receba as famosas multas de trânsito. Mas nem todas elas são devidas, os sistemas podem falhar.

Um ponto bem importante que todo mundo precisa saber é que sim, é possível recorrer das multas de trânsito. O Código de Trânsito Brasileiro foi feito para ser educativo e não simplesmente uma ferramenta de repressão por possíveis erros dos motoristas.

É por esse motivo que os recursos podem ser aceitos em diversos casos. A primeira coisa que você tem que saber é: O recurso tem que ser entregue em até 30 dias a contar da data que receber a notificação. Neste recurso você precisa apresentar além de todos os documentos obrigatórios a sua justificativa do porque aquela multa é injusta ou irregular.

Multas de Trânsito mais comuns para entrar com Recurso:

É mais difícil recorrer de multas de trânsito que tenham fotos, que são todas as feitas por radares, por exemplo. Também é duro recorrer daquelas que o fiscal faz na sua frente e te dá para assinar, esses casos em geral são aqueles que realmente estamos errados.

Mas tem várias outras que possibilitam a entrada com recurso, e em muitos casos, não precisamos nem desembolsar os altos valores cobrados, nem perder pontos de nossa carteira de motorista. Veja aqui as mais comuns.

  • Estacionamento irregular

  • Uso de celular ao volante

  • Não uso do cinto de segurança

  • Excesso de velocidade

  • Condução sob efeito de álcool

Para recorrer você precisa comprovar a sua versão, ou seja, que a multa é injusta ou irregular. Anexe ao seu pedido documentos como notinhas de pedágio, tickets de estacionamento e imagens. Ter esses documentos torna o seu pedido viável e estruturado.

Você tem que informar os erros na notificação, por exemplo, o local informado não condiz com o local que estava, a cor do carro, a placa e usar os seus comprovantes para provar que aquela informação é incorreta.

Em geral, o procedimento não é muito complicado e conseguimos evitar muitas multas de trânsito. E você, já recorreu alguma vez, deu certo?

MOB1.CLUB
Thais Brandão
Thais Brandão Seguir

Moro no interior de São Paulo com meu marido, sou apaixonada por urbanismo e mobilidade, adoro caminhadas e trilhas de final e semana. O carro é algo necessário em minha rotina e adoro receber dicas de como economizar e cuidar melhor dele.

Ler matéria completa
Indicados para você