[ editar artigo]

Londres, uma verdadeira Smartcity!

Londres, uma verdadeira Smartcity!

Quem já esteve em Londres ou viu muitos filmes que se passam na capital inglesa já deve ter notado que o transporte público parece funcionar bem por lá. Os ônibus vermelhos de dois andares são quase um cartão postal de Londres, de tão conhecidos.

Eu acabo de passar uma semana em Londres e posso atestar, o transporte público funciona mesmo. É impressionante se compararmos com São Paulo, a cidade onde eu moro, que ainda tem muito que melhorar, mas que parece estar seguindo o mesmo caminho e torço para que seja igual Londres em breve.

O que eu senti em Londres é que por lá tudo funciona, o transporte público é para pobres e ricos, são tantas opções que nada fica lotado demais. Peguei metrôs cheios, mas nunca entupidos de gente. Viver em Londres e não ter carro é uma realidade pra muita gente que consegue dispensar a comodidade de um veículo próprio para economizar dinheiro, mas segue tendo transporte bom.

Porque Londres é considerada um ótimo exemplo de mobilidade urbana?

Para começar, Londres tem a linha de metrô mais antiga do mundo, são mais de 400 quilômetros de metrô espalhados por todos os cantos da cidade, com mais de 270 estações. Seus quase 8 milhões de habitantes tem a disposição mais de 8 mil ônibus em sua frota.

Em Londres todos os meios de transporte público são integrados, metrô, ônibus, balsa, trem, táxis e bicicletas. Aliás, são mais de 10 mil bikes públicas disponíveis para locação, espalhadas em mais de 700 estações.

Para facilitar ainda mais a integração, um único cartão dá acesso a todos os meios de transporte da cidade. O Oyster Card foi criado em Londres e hoje já tem similares no mundo todo. Com esse cartão é muito fácil se deslocar por toda a cidade, realizando integrações entre os mais variados meios.

Estando em Londres e usando o Rio Tâmisa pra ir de um lado pro outro da cidade, fiquei pensando se os Rios Tietê e Pinheiros tivessem balsas similares seria muito impressionante e bom para a população. Além de tudo isso, a Inglaterra ainda tem um túnel que faz ligação direta com o norte da França, e o melhor o caminho é feito de trem em 35 minutos.

Agora uma informação bem diferente, quem tem carro em Londres e quer ir ao centro da cidade dificilmente encontrará um lugar para estacionar. Além disso, eles têm um pedágio urbano que equivale a mais ou menos R$ 60,00, ou seja, não vale a pena andar de carro por lá.

Os táxis são mesmos como nos filmes, todos pretos e bem bonitinhos. Mas o que vale mesmo a pena é usar o transporte público e ainda contribuir para a diminuição de gases na atmosfera, como um verdadeiro londrino!

MOB1.CLUB
Ana Paula Herenyi
Ana Paula Herenyi Seguir

Mãe, empresária e louca com o trânsita de Guarulhos... rs

Ler matéria completa
Indicados para você