Jessica Taverna Uso minha criatividade para gerar soluções por meio de ferramentas de marketing e webdesign.

Venda de autopeças: como turbinar seus anúncios nos marketplaces

8 min | leitura

anuncios marketplaces

Quais anúncios nos marketplaces possuem mais relevância e porquê? Hoje, vamos lhe ensinar!

Neste artigo você verá as principais regras para criar uma oferta de qualidade para autopeças dentro da maioria dos marketplaces, afinal este é o primeiro passo para garantir sua venda. 

Primeiramente, é necessário compreender que uma oferta é formada por diversas informações, desde o cadastramento dos produtos, fotos e descrições até o estudo da melhor precificação para aquele item. 

Será sempre necessário um cuidado com a escrita, imagens e título, atributos que vão além de expor o produto de forma competitiva.

Vender autopeças em markeplaces?

Os marketplaces são um canal de vendas bastante vantajoso, principalmente se você ainda não possui e-commerce próprio ou quer conquistar novos públicos. Todavia, marcas que desejam expandir seu alcance, mesmo tendo site próprio, beneficiam-se com este sistema de vendas.

 Para usá-los, basta cadastrar os seus produtos e começar a vender. Mas será que é mesmo tão fácil assim?

É claro que não. Como diversas marcas oferecem as mesmas autopeças e acessórios em marketplaces como Mercado Livre, Americanas e Shoptime, a competitividade torna-se um dos fatores principais para o sucesso.

Portanto, traçar estratégias para gerar mais tráfego para a sua página de produtos acaba sendo uma prioridade.

Quer aprender algumas dessas estratégias para ter mais visualizações no marketplace? Continue lendo e confira algumas dicas para chegar lá!

O que os bons anúncios têm?

Alguns fatores contribuem para uma oferta de autopeças ser mais visualizada. O primeiro deles já começa no momento de cadastrar os produtos. Vamos às dicas:

Categorização

Já entrou em uma loja online para buscar pneus, mas precisou procurar por horas para encontrar os benditos numa categoria aleatória, como acessórios? Pois é, isso deixa qualquer cliente irritado. 

Agora você entende a importância de escolher a categoria correta de cadastramento de cada SKU.  No Mercado Livre, por exemplo, não é indicado ao mercado automotivo escolher a subcategoria Outros, uma vez que o cliente encontra ali oferta de quase qualquer tipo de produto, fazendo com que a experiência de compra seja prejudicada e fique mais difícil encontrar seu anúncio.

Além disso, você deve procurar anúncios de outros lojistas do seu segmento e verificar em qual categoria os produtos são apresentados. 

Anúncios padronizados: bons títulos e descrições

Antes de montar seus anúncios é importante avaliar como a maioria das lojas oferecem as mercadorias. Utilizam fotos de diversos ângulos? Completam toda a ficha técnica?

Para que você não precise fazer isso sozinho, nós criamos um padrão de Boas Práticas, utilizado pelos clientes HUB.MOB1.PARTS, o hub marketplace da MOB1, com as questões básicas para criar um anúncio automotivo já acima da média.

Boas Práticas

  • Em algumas plataformas, quanto mais um produto vende, mais é exibido. Assim, mais convincente o anuncio se torna aos olhos do comprador. Por isso, se você está vendendo um item que está disponível em diversas cores/tamanho/potência, faça apenas um anúncio com o título falando do atributo, como: “Grade Diversas Cores”. Dessa forma, não importa qual versão do produto você vendeu, a venda tornará aquele anúncio cada vez melhor posicionado.
  • Os anúncios devem ter as seguintes imagens:  1 foto frente do produto + 1 foto verso + 1 foto de detalhe da peça + 1 foto da peça dentro da embalagem original + 1 foto do desenho da localização da peça (explosão) + 1 imagem da Marca da Loja (quando o marketplace permitir). Para a maioria dos marketplaces, as dimensões recomendadas variam entre 600×600 pixels a 2500×2500 pixels e no máximo 10 MB, nos formatos: JPEG, PGN, WEBP.
  • Para o varejo online, as imagens funcionam como a vitrine de uma loja física. Por isso, o consumidor analisa a qualidade do produto por meio delas e do título. Dê preferência para imagens com fundo branco, deixando o produto em destaque. Não utilize fotos borradas, desfocadas ou com excesso de informação, pois podem demonstrar amadorismo do vendedor, afetando sua reputação dentro do marketplace.  Lembre-se de que as fotos devem ser representações fiéis do produto que está à venda! Tente utilizar imagens com o produto na mesma cor, formato ou tamanho anunciado. Não utilize efeitos gráficos ou adicione marcas d’água e textos nas imagens.
  • O valor do frete e o tempo de entrega são fatores determinantes no processo de decisão de compra. Taxas altas e prazo de entrega longo intimidam o consumidor, principalmente se ele tem a possibilidade de adquirir o produto na loja física.

Títulos

  • Títulos: devem ter cerca de 60 caracteres. Para escrevê-lo, anote as palavras-chaves relacionadas ao SKU, como funcionalidades e diferenciais do produto. A partir dessa seleção, crie várias opções de título e escolha de acordo com a busca do cliente. Você pode analisar tendências de busca pelo Google Trends.
  • No setor automotivo é comum quem trabalha na concessionária está acostumado a termos técnicos. Entretanto, essa não é a maneira que um cliente busca os produtos. Liste todas as informações sobre o seu produto, como nome, cor, modelo, marca, características físicas e funcionais. Depois, leia o conteúdo novamente e imagine-se no lugar do cliente. Ficou alguma dúvida? Se a resposta for não, significa que você conseguiu esclarecer o que precisava.
  • Há alguns termos e atributos proibidos nos títulos, sob risco de recusarem o anúncio. São eles: Dados de preço, informações de contato do lojista, e expressões como “Promoção” ou “Compre já”, marcas registradas cujo lojista não possua direito de uso, caracteres e códigos especiais (como @, #, $, %, *, &, !, ?, ou -, Texto em letras maiúsculas: palavras ou frases inteiras em letra maiúscula não são aceitas nos sites dos marketplaces. Abreviaturas também não são permitidas.
  • Como fazer bons títulos: uma solução simples é criar uma fórmula padrão, que servirá de referência para os produtos. Confira o exemplo: [produto] + [marca] + [modelo/série/referência/coleção] + [até 2 atributos permitidos e relevantes]

Descrições

  • Na hora de redigir a descrição é importante lembrar de alguns itens que não podem faltar. São eles: Características físicas e ficha técnica, garantia, conteúdo incluso no pedido, origem… 
  • Preencha TODOS os campos indicados na ficha técnica pelo Marketplace, pois eles ajudam a posicionar seu anúncio na primeira página. Estas informações poderão ser encontradas nas embalagens dos produtos. 
  • Evite textos longos, busque separar as especificações por tópicos, usando negrito nas palavras que merecem ser destacadas. E lembre-se de conhecer as regras dos canais de vendas. Você pode conquistar o consumidor apresentando facilidades no pagamento e frete, vantagens competitivas.
  • Os marketplaces possuem regras sobre como fazer as descrições de produtos. Confira alguns itens proibidos de constarem na descrição de um produto: Contatos pessoais, palavras inteiras em CAIXA ALTA (letras maiúsculas). Há ainda restrição para alguns caracteres especiais, bem como para emojis e emoticons, códigos HTML, CSS, Javascript.

SEO e palavras-chave em anúncios nos marketplaces

O SEO (search engine optimization ou otimização para serviços de busca) é o meio mais barato de atrair tráfego para sua página de produtos. Entretanto, essa técnica dá resultados a médio e longo prazo, o que faz com que muitos varejistas não prestem a devida atenção no melhor uso de palavras-chaves em seus títulos e descrições.

Ignorar o SEO é uma bobagem! Isso porque, quando buscamos informações ou produtos nos motores de busca, temos o costume de olhar apenas os primeiros resultados das primeiras páginas. 

Você já buscou por um produto no Google a clicou nos primeiros links que apareceram depois das propagandas? Pois é! Imagine agora, se o seu produto aparecesse ali no topo da página! Com certeza garantiria mais vendas!

Para isso existem as palavras-chave. Elas são os termos mais usados pelos usuários para pesquisar sobre um produto. Escolher a palavra-chave mais buscada é importante para seus anúncios em marketplaces e e-commerce, principalmente quando ela é específica. Por exemplo, sua loja vende “autopeças”, que é um termo amplo e genérico. 

Quando seus clientes procuram por este tipo de produto, eles tendem a pesquisar a marca e o modelo das peças que querem. Logo, ao invés de buscar por autopeças, eles buscam especificamente por “Par de Maçanetas Internas Fusca 68” ou algo neste sentido. Assim, se seu produto tiver como palavra-chave o termo “Maçanetas Internas Fusca”, haverá uma chance maior de sua loja virtual aparecer nos resultados. 

Mas como fazer isso? 

  • Basta selecionar as cinco palavras-chaves mais utilizadas para encontrar o tipo de produto que você vende e pesquisá-las no Ubersuggest para verificar quais possuem maior volume de busca orgânica e menor nível de dificuldade SEO.
  • Depois, escolha uma ou duas dessas palavras-chave e utilize-as no título e na descrição dos produtos. Você pode marcá-las com negrito, itálico ou sublinhado para destacá-las nos textos. Mas não exagere, afinal a leitura do anúncio precisa ser fluida. 

Precificação

O preço é o ponto mais estratégico da sua oferta. Para precificação de produtos nos marketplaces, além de fazer uma pesquisa de mercado analisando a precificação dos concorrentes, você não pode esquecer de prever o comissionamento dos marketplaces no preço de venda. Além disso, é necessário conferir os valores de frete e custos flexíveis.

Se após cumprir todos os requisitos acima seu preço for o melhor e mais competitivo possível, seu anúncio tem grandes chances de conversão.

Acima de tudo, os campos “Preço de” e “Preço por” são um diferencial na hora de chamar a atenção do consumidor.

Anúncios Pagos no marketplace

Os grandes marketplaces nacionais possuem ferramentas de publicidade dentro das próprias plataformas Eles buscam destacar uma loja ou produtos, por meio do impulsionamento. No Mercado Livre a ferramenta de publicidade interna chamasse Product Ads e na B2W, B2WADS.

Criar anúncios pagos contribuirão para o aumento de tráfego e de vendas da sua loja, mas é necessário pensar no investimento. Uma das opções para conseguir bons resultados com esse tipo de publicidade é focar nos produtos para os quais você tem boas condições de preço e frete ou alguma outra vantagem competitiva importante, como montagem grátis

Campanhas de e-mail marketing redes sociais

Hoje em dia os canais de comunicação estão interligados. Por isso, postar nas redes sociais aumenta a relevância dos seus anúncios e tem o potencial de aumentar as visualizações no marketplace.

É fundamental divulgar suas ofertas. Por isso, outra forma inteligente de fazer propaganda é utilizar o e-mail marketing para entrar em contato com clientes que já compraram com você ou que compraram um carro na concessionária na qual funciona uma operação online.

Estes canais são úteis também para divulgação de promoções em datas comemorativas importantes, como a Black Friday e o Dia do consumidor. 

Pós-venda

Fidelizar seus clientes é a maneira mais barata e eficiente de fazer novas vendas. Para isso, deve-se investir na equipe e ações do pós-venda, criando um atendimento de qualidade no ambiente digital.

Estas ações vão desde a entrega até pesquisas e o SAC ou suporte de sua loja. Isso porque é comum que, no e-commerce, existam atrasos com entregas ou problemas e os clientes não querem esperar ainda mais para uma resolução.

Pense que a repercussão online de uma propaganda bem feita realizada por um cliente de forma espontânea tem alcance nacional pela internet. Bem como, os comentários negativos sobre sua empresa. Portanto, preocupe-se em estabelecer uma relação de proximidade com o cliente, avaliar o tempo de resposta da sua empresa nos marketplaces, o tempo de despacho dos produtos e até a forma com que são embalados, para que não cheguem danificados.

Ofereça novos produtos com frequência

Sabia que é importante ter frequência de oferta de novos produtos para que seus anúncios tenham mais  visualizações? 

Principalmente, no setor automotivo, que renova os modelos de carro todos os anos. Por isso, planeje o crescimento do seu negócio e a oferta constante de novas marcas e produtos, principalmente aqueles que sua concorrência ainda não vende e que tem uma ótima qualidade.

Classificados online

As concessionárias e revendedoras de veículos já conhecem bem estes sites. São classificados como Só Carrão, Webmotors e iCarros. 

Neles, é possível a criação de perfis e até publicidade de peças e serviços. São sites com grande tráfego e alta relevância. Consequentemente, podem ajudar sua operação digital a crescer e ter mais visualizações.

Conclusão

Por fim, todas as dicas acima de como ter mais visualizações nos seus anúncios nos marketplaces podem lhe ajudar a conseguir mais clientes, gerar mais leads, e aproveitar melhor todo o potencial dos grandes sites de venda online. 

Elas devem ser implementadas de acordo com o objetivo de sua empresa e do tamanho de sua operação. Muitas podem ser colocadas em prática agora mesmo! Então, não deixe de otimizar seus anúncios nos marketplaces. Caso queira se aprofundar neste assunto, confira mais artigos no nosso Blog!

Jessica Taverna Uso minha criatividade para gerar soluções por meio de ferramentas de marketing e webdesign.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *